Pirenópolis - Goiás

Destino de férias cultural
Fotos de: Pirenópolis - Goiás
Mapa de localização
Aeroportos
Hotéis e outros Alojamentos
O que visitar
World Nomads
O Seguro de viagem com as maiores coberturas

Pirenópolis
A história de Pirenópolis é uma das mais relevantes do Estado de Góias. A cidade foi fundada como um pequeno arraial em 1727, quando Manoel Rodrigues Tomás, chefe de um grupo de garimpeiros submetidos ao bandeirante Anhanguera e guiado por Urbano do Couto Menezes, chegou à região com a missão de descobrir novas jazidas de ouro. A antiga Minas de Nossa Senhora do Rosário de Meia Ponte (nome inspirado em uma enchente que derrubou parte da ponte do Rio das Almas) tornou-se um acampamento de garimpeiros e teve o seu crescimento ligado a essa atividade. A mão-de-obra principal era formada de escravos negros e índios que ainda habitavam a região. Tornou-se uma terra sem lei marcada pelo autoritarismo, violência e sonegação de impostos.

A primeira rua da cidade, era uma ligação entre uma pousada (na saída para Vila Boa, hoje Goiás) e o garimpo de ouro, transportado pela Estrada do Norte, que passava por dentro da Fazenda Bomsucesso. O centro urbano desenvolveu-se em torno da Igreja Matriz até a construção das Igrejas do Bonfim e do Carmo, que atraíram casas para os seus arredores. Entre 1830 e 1834, a cidade sediou o primeiro jornal do estado de Goiás, chamado Matutino Meia Pontense.

Na segunda metade do século XVIII, o crescimento de Pirenópolis ficou paralisado devido à crise da exploração do ouro. Em 1800 acontece uma retoma da economia, alavancada pela agricultura (principalmente algodão), pecuária e comércio. Apesar das mudanças das rotas comerciais da região a partir de 1850, o crescimento do centro urbano vai até o fim do século XIX, quando a cidade passou por um período de estabilidade económica e cultural.

Em 1890, o seu nome oficial passou a ser Pirenópolis, uma homenagem à serra dos Pireneus, que cerca toda a cidade. A serra, por sua vez, teve o seu nome tirado da cadeia de montanhas que separa a França da Espanha.

Mantendo conservada e intata a sua feição original e as suas tradições, Pirenópolis foi declarada pelo (IPHAN) Instituto do Património Histórico Nacional em 1988. A cidade, apelidada de “Capital da Prata”, "Berço da Imprensa Goiana", "Atenas de Góias" e "Paris-nópolis", entre outros, tem a sua economia hoje baseada no artesanato e turismo. A "Pedra-de-Pirenópolis" é usada na construção civil para revestimentos e pisos e decora ruas e casas da cidade.
Língua oficial
Português
Moeda
Real
Principais pontos turísticos
Atrativos naturais
Pirenópolis está cercada de morros com belos mirantes e aos pés da Serra dos Pireneus de onde nascem inúmeros córregos que formam belíssimas cachoeiras. A cidade é detentora do maior números de Unidades de Conservação do Estado de Goiás, são 9 ao todo.

Cascatas e reservas ecológicas
Um dos principais atrativos de Pirenópolis são as cascatas . Cercado por serras, o município é agraciado por dezenas de cascatas envoltas em matas e cerrados.

A Serra dos Pireneus
Local de extrema beleza onde se encontra o Parque dos Pireneus e oferece mirantes, nascentes e a raríssima vegetação de cerrado rupestre.

Cidade de Pedra
Distante 51 km de Pirenópolis, este atrativo ainda não possui nenhuma infra-estrutura turística, mas é um cenário de espetacular beleza. São 500 hectares de formações geológicas quartizíticas ruiniformes, considerada a maior do Brasil. O acesso e as trilhas no local são difíceis. Aconselha-se a consultar uma agência local ou um guia de turismo, ambos credenciados.
O que fazer
Roteiros
Para fazer todos os roteiros que Pirenópolis oferece, são necessários vários dias.
As Cachoeiras de Pirenópolis são conhecidas no mundo todo. Existem dezenas de cascatas ao redor da cidade onde o turista pode passar o dia.
Muitas delas possuem infraestrutura com banheiros, restaurantes, lojinhas de artesanato etc.

Roteiros de Ecoturismo
Pirenópolis é uma cidade pequena, cercada de muito verde, morros e cachoeiras. As reservas naturais contém cascatas, picos, mirantes, matas e cerrados.

Roteiros Históricos Culturais
Cidade histórica com um vasto património, o seu centro é um verdadeiro museu ao ar livre. Andar pelas ruas de Pirenópolis é contemplar uma cidade do século XVIII quase intata. São igrejas, casarões coloniais e museus. As lojas de artes e artesanato local e a gastronomia farta e variada compõe o cenário cultural. Isso sem falar das festas folclóricas e eventos.

Os principais locais de visitação são a Igreja Matriz, a Igreja do Bonfim, Teatro de Pirenópolis, Rua Direita, Rua do Bonfim, Rua Aurora, Rua do Rosário, Museus das Cavalhadas, Museu da Família Pompeu, Ponte sobre o Rio das Almas, Casa de Câmara e Cadeia, Igreja do Carmo, Ponte Pênsil Dona Benta, as ruínas do garimpo de ouro do século XVIII e a Fazenda Babilônia.

Turismo de Aventura
Uma excelente opção para pessoas que buscam sensações diferentes junto a natureza é participar das atividades de aventura. Em Pirenópolis, pode-se praticar rapel, caminhadas, tirolesa, bóia-cross, rafting, ciclismo de montanha, arvorismo, cavalgada e muita natureza.

Turismo Pedagógico
Pirenópolis destaca-se no Turismo Pedagógico por ser uma cidade voltada ao património histórico, cultural e ambiental. Existem diversos locais para aulas de história, arquitetura, meio ambiente, ecologia, geografia, geologia, folclore, gastronomia e turismo. Roteiros especiais para escolas e universidades.
Clima
Tropical sub-húmido com duas estações bem definidas: a estação das chuvas, que vai de Outubro a Março, e a da seca, que vai de Abril a Setembro. O município, por ser parte montanhoso, mantém algumas variações climáticas devido às altitudes. Com uma serra ladeando o leste do município em sentido sul-norte, bloqueia em parte as correntes húmidas do sudeste de forte influência marítima. Recebe, por esta formação de relevo, principalmente nas épocas das chuvas, humidade vinda do norte-noroeste, de origem amazónica. Os ventos predominantes são sudestes, que chegam por sobre a serra. Podendo ocorrer lufadas de vento de norte nos períodos das chuvas. Os períodos mais críticos são Setembro/Outubro quando a seca é forte e o sol começa a aquecer, e entre Fevereiro e Março, quando a humidade está muito alta e começa a esfriar.
gastronomia
Por se tratar de uma cidade turística, um dos principais pólos gastronómicos de Goiás, tem representantes da culinária local, regional e internacional. Considerada como berço da cultura goiana, devido a ser uma das primeiras cidades goianas, possui uma culinária local representada pelos pratos típicos como o arroz com pequi, a pamonha, o empadão, a guariroba, a paçoca de pilão, as quitandas e os doces. Dentro da gastronomia regional brasileira encontramos em Pirenópolis a mineira, a baiana, a carioca, a nordestina etc. E na gastronomia internacional, temos a francesa, a italiana, a árabe, a portuguesa etc. São por estes motivos que Pirenópolis tornou-se um destino turístico gastronómico, cujo ponto forte é o Festival Gastronómico e Cultural que acontece todos os anos durante o mês de Junho.

Restaurantes
Pirenópolis tem uma ótima rede de restaurantes e é considerada como o mais importante pólo turístico gastronómico de Goiás. São dezenas de opções que vão do tradicional ao internacional. Alguns restaurantes possuem chefs muito bem conceituados no mercado.

Culinária Regional
Além das gastronomia típica regional apresentada nos restaurantes da cidade e lojas de doces e biscoitos, Pirenópolis mostra nas festas populares e reuniões familiares quitutes exclusivos que carregam em si uma parte da culturas do povo.
Outros destinos turísticos em:
Brasil
Brasil
Amazónia brasileira
Alter do Chão - Pará
Angra dos Reis
Aparecida, São Paulo
Aracaju
Arraial d' Ajuda, Bahía
Balneário Camboriú
Lençóis Maranhenses
Belém do Pará
Belo Horizonte - Minas Gerais
Blumenau
Bonito - Brasil
Brasília
Búzios - Rio de Janeiro
Cabo Frio - Rio de Janeiro
Caldas Novas - Goiás
Campos do Jordão
Canela - Rio Grande do Sul
Canoa Quebrada - Ceará
Caraguatatuba, Litoral de São Paulo
Caraíva, Bahía
Cumbuco, Ceará
Fernando de Noronha
Flecheiras - Ceará
Florianópolis
Fortaleza - Ceará
Foz do Iguaçu
Genipabu - Natal
Goiânia
Gramado
Guarapari
Guarujá, Litoral de São Paulo
IlhaBela
Ilhéus - Bahía
Itacaré, Bahía
Jericoacoara - Ceará
João Pessoa - Paraíba
Luís Correia - Piaui
Maceió, Alagoas
Manaus - Amazónia
Mangaratiba
Mangaratiba, Rio de janeiro
Maragogi, Alagoas
Barra Grande, Península de Maraú
Maresias, Litoral de São Paulo
Morro Branco - Ceará
Morro de São Paulo - Bahía
Natal - Brasil
Ouro Preto - Minas Gerais
Parati
Parintins - Amazónia
Penedo - Colónia Finlandesa
Praia de Pipa
Pirangi do Norte
Pantanal - Brasil
Ponta Negra, Natal
Porto Alegre
Porto de Galinhas
Porto Seguro - Bahía
Prado, Bahía
Praia das Fontes - Ceará
Praia do Forte, Bahía
Praia do Francês
Recife
Rio das Ostras
Rio de Janeiro
Salinas, Pará
Salinópolis - Pará
Salvador da Bahia
Santa Cruz Cabrália - Bahía
Santarém do Pará
Santos , São Paulo
São Luís do Maranhão
São Paulo
São Pedro da Aldeia
São Sebastião - Litoral São Paulo
Soure, Ilha de Marajó - Pará
Tabatinga, Caraguatatuba
Tibau do Sul
Tiradentes - Minas Gerais
Trancoso, Bahía
Delta do Rio Parnaíba
Ubatuba
Vitória do Espírito Santo

Outros destinos turísticos mundiais

Phuket, Tailândia
Tailândia
Ilhas Canárias
Espanha
Belize
Belize
Ilha da Madeira
Portugal

Destinos de cidade e escapadelas de fim de semana

Pisa, Itália
Itália
Antofagasta
Chile
Las Vegas
Estados Unidos da América
Alicante, Espanha
Espanha

Porquê reservar com ROTAS TURISTICAS
Os melhores preços
As nossas parcerias com os maiores operadores mundiais, oferecem uma pesquisa dos melhores preços de mercado.
Mais opções
No Rotas Turísticas pode reservar o hotel, comprar a passagem aérea, reservar o transfer do aeroporto para o hotel e vice-versa, reservar as excursões locais, alugar o carro, fazer o seguro de viagem e consultar os locais a visitar e onde ir
Dicas & Destinos de férias
Centenas de destinos de férias com todas as opções que lhe permitem facilmente escolher o destino que melhor combina com as suas férias de sonho.


Siga-nos nas redes sociais